Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

30.07.09

(quase)3ª guerra mundial


segredo_revelado

hoje, 29 de Julho de 2009, esteve quase a ter inicio a 3ª guerra mundial.

ao contrário do que muita gente esperava, não houve lançamento de bombas nucleares, nem mísseis e nem sequer houve um único combate corpo a corpo.

foi uma (quase) guerra sem Talibãs, sem Americanos, Russos, Norte-Coreanos, Iranianos , ou Madeirenses separatistas.

 

motivo deste conflito que poderia originar a 3ª guerra mundial não foi o petróleo, nem ouro, nem diamantes, nem invasões de qualquer país.o motivo foi.... o uso de fotos e do cumprimento com mu@( que simbolizam um beijinho) num chat da Internet!

eu, tive um papel idêntico ao da Suíça, e mantive-me afastado das zonas de combate feroz, que incluiu o arremesso de ofensas verbais, ameaças  de sevícias físicas e lançamento de cuspes virtuais.

dizem que a caneta pode ser uma arma , quando bem usada. pois claro que pode!! agora imaginem se usarem um teclado, que é muito mais pesado. é coisa para partir cabeças e ter que levar uns quantos pontos.

epá. todos temos os nossos dias maus, em que quem aparece na nossa frente se assemelha a um saco de boxe  onde apetece dar umas boas murraças e pontapés. todos temos simpatias, indiferença e antipatias, ainda que por\para com pessoas que nunca vimos. pelo que nos vamos habituando a ler dessas pessoas, acabamos por sentir que as conhecemos e formamos uma opinião sobre elas, seja boa ou má.todos temos alguns pontos sensíveis que não gostamos de ver mexidos, especialmente num chat. todos temos o direito\dever de nos defender e usar da nossa liberdade de expressão. Todos temos, mas...

que raio!! aquilo é apenas um chat. supostamente, um chat é um local de encontro entre pessoas, com vista a trocar ideias, passar tempo e, acima de tudo, divertirmo-nos

! admito que houve vezes(embora muito raras) em que me esqueci de me divertir e acabei por entrar num jogo sujo de troca de ofensas com alguém que me tenha pisado os ''calos'', ou eu a ele, mas, felizmente para mim, essas foram as excepções que confirmam a regra.

hoje, mais que nunca, estou numa fase em que me estou a marimbar para, desculpem a palavra, merdices que ocorrem num chat. que ofendam se quiserem, mesmo sem motivo; que façam juízos de valores, mesmo que erradamente; que dêem facadinhas nas costas, mesmo que as espetem bem fundo; que se ''matem'', ''esfolem'', kickem ou trucidem, que eu, sentadinho na minha cadeira, é quase garantido que nem chego a stressar.

ainda há gente que se admira da existência de tantas guerras espalhadas por esse Mundo fora. se num simples chat, por coisinhas fúteis, elas acontecem, então nem deve ser motivo de admiração, para ninguém, que hajam guerras por alguns motivos mais ''nobres''.

aqui há dias, li alguém a dizer que é preciso um novo 25  de Abril, para meter este país na ordem. um novo 25 de Abril? baaahh. já nos chegou um, com todos seus méritos e falhas.

 

o que realmente parece fazer falta é um novo festival de Woodstock.. voltem a gritar o lema do antigo Woodstock!! ''sex, drugs & rock n'roll'' é o que muita boa gente precisa para ficar menos violenta e stressada. com a ''moca'' que o LSD lhes dava, eles eram tão amigos que até partilhavam os\as namorados\as.

 

aahh. e começar a comer menos carnes vermelhas, especialmente se forem carnes de outro ser humano!! ser canibal está muito out of fashion, a não ser que se ''coma'' um outro ser humano, com consentimento deste, para efeitos de procriação da espécie, ou p'lo prazer puro e duro!

como me parece que já me estou a desviar um bocadito do tema central deste post, vou mas é dá-lo por encerrado.

ora, passem muito bem, que eu também vou fazer por isso!

 

 

 

 

 

segredo revelado: assunto de treta, né? acho bem que não digam que é!!!

a brincar se dizem coisas sérias!! e, mesmo sem este tema ter uma seriedade muito grande, não deixa de ser interessante (e preocupante) perceber em como coisas tão banais e sem importância fazem emergir o ''animal'' que há em nós.

se nós é que somos os animais racionais, então porque é que nos deixamos ''embalar'' nestas guerrinhas virtuais? experimentem ofender um burro( animal irracional muito mal afamado quanto à sua inteligência), para ver se ele se importa com isso, ou se dá resposta na mesma moeda. nem mesmo que seja um outro burro a zurrar-lhe uns impropérios, o animal se vai ralar.

e depois o burro é ele?
 

28.07.09

choque tecnológico


segredo_revelado

estamos na era digital e tecnológica e é praticamente impossível negar isso e fugir ao avanço dos tempos.

vários tipos de equipamentos e gadgets todos XPTO fazem parte da nossa vida. chegaram de mansinho e, no inicio, foram encarados com alguma desconfiança, mas a pouco e pouco foram sendo aceites e ocupam um lugar na nossa vida.

hoje em dia, parece impensável que alguém se atreva a sair de casa sem um ou mais telemóveis no bolso, quando até há não muitos anos atrás, ter um telemóvel era coisa de gente rica. não hajam duvidas de que um telelé é muito útil, em situações de emergência e não só. com um telelé à mão, estamos sempre contactáveis, o que, assumamos, nem sempre é conveniente.

há telemóveis que já são tão completos que se parecem com tudo, menos com um objecto que tem como principal função fazer e receber chamadas de voz.. eles têm maquina fotográfica, eles têm câmara de filmar, eles têm rádio, internet, toques polifónicos, milhões de cores, várias formas e tamanhos... no caso dos telelés o tamanho conta mesmo, mas ao contrário do que acontece noutras situações, neste caso, quanto mais pequeno melhor

.

 

se o telemóvel se tornou um vicio, então os leitores de mp3, mp4 e ipod , não se ficam nada atrás. as gerações mais novas parecem que nasceram com uns auriculares acoplados nas orelhas. no autocarro, no comboio e a andar de bicicleta ou a pé, é vê-los com os seus parceiros musicais a debitarem uns quantos decibéis em altos berros.

há anos atrás, havia quem encostasse um daqueles pequenos rádios ao ouvido, para ouvir os relatos do futebol. desconfio que foi daí que nasceu a ideia de criar estes aparelhómetros, mas ainda mais pequenos, a ponto de caberem numa orelha. dizem os especialistas auditivos, que daqui a umas décadas, os jovens que usam e abusam destes equipamentos de som, os irão trocar por um outro tipo de equipamento.... um aparelho para quem tem dificuldades auditivas!

o mundo evoluiu tanto, que até as chaves dos carros passaram a ter um sistema electrónico de abertura e fecho de portas , à distância. os carros estão cheios de coisas electrónicas, desde o fecho das portas, ao GPS, ao rádio, direcção, travões, etc.. só falta que os metam a andar sozinhos, e de preferência que evitem os excessos automobilísticos que são tão característicos do ser humano.

 no interior das nossas casas há resmas de coisas tecnológicas. temos o computador, o ar condicionado, aquecimento central, alarme, TV, leitor de dvd, aparelhagem, microondas,  e mais umas quantas mil e uma coisas que têm como função facilitar muitas tarefas.

é verdade que todos estes equipamentos nos ajudam, mas qualquer um deles tem um lado negro, quando ''decide'' contrariar a nossa vontade e não realizar as tarefas que era suposto fazer. 

como é possível que umas coisas tão sem vontade própria , consigam ter uma vontade superior à nossa

não sei responder com rigor, mas sei que quando eles ''embirram'' connosco, somos nós que costumamos sair derrotados e subjugados à vontade de uma máquina.

em alguns filmes de ficção cientifica, há histórias de máquinas que se revoltam contra o Homem e o tentam dominar. há situações que já me aconteceram, que me levaram a crer que essa tentativa de domínio da máquina sobre mim , existiu mesmo.

lembro-me de uma vez que por muito que quisesse ligar a TV com o controlo remoto, ele não funcionava. e de cada vez que queria mudar de canal, eu que até sou adepto do zapping, tinha que levantar o rabinho do sofá e ir mudar manualmente de canal.

lembro-me também de um grande número de vezes em que, no momento em precisava de fazer uma chamada, ou era eu que não tinha rede, ou era a pessoa para quem eu ligava. ao contrário do que acontece no circo, onde se trabalha sem rede, para fazer uma chamada telefónica convém mesmo ter rede.

mas sabem qual é a máquina mais maquiavélica e com pior feitio? não sabem?!! é o computador!!!

ó máquina do Inferno!! se hoje a desligo a funcionar bem, amanhã , quando a voltar a ligar, pode estar com problemas. já me aconteceu!!

das vezes que liga bem, podem acontecer outros precalços. pode estar num dia não e decidir não executar certas funções que era suposto.  dizem que a TPM e a menopausa de uma mulher é difícil de suportar, mas tentem aturar um PC num dia difícil e mudam logo de ideias.

uma outra coisa que pode acontecer, é que o PC não reconheça equipamento que lhe liguemos. liga-se a pen.. não reconhece; liga-se o micro...não reconhece; liga-se a webcam... não reconhece. das duas , uma: ou tem falta de memória , ou quer deixar-nos loucos!

ontem, vá-se lá saber porquê, insistiu em , de tempos a tempos, deixar de me reconhecer o teclado. como ter um computador e não ter um teclado funcional para poder teclar, é como ter água e não poder beber, exaltam-se logo os ânimos. nem sou tipo para cenas violentas, mas ocorreu-me escaqueirar a máquina demoníaca!! depois, acalmo, penso na fortuna que custaria comprar uma nova geringonça, e volto a ser meiguinho com a máquina.

normalmente, é o que acontece sempre! depois de um ataque de raiva e de sentirmos que uma qualquer máquina tem uma vontade superior à nossa, damo-nos por derrotados e tentamos usar o ''carinho'' como meio de persuasão.

até Sócrates, o pai do Simplex e do choque tecnológico português, sofreu na pele o mau feitio e teimosia destas geringonças electrónicas.ontem, quando era suposto que fosse transmitida numa emissão online, uma reúniao dele com vários blogers e jornalistas, as dificuldades técnicas levaram a melhor, impedindo a transmissão. (bem feito!!!!)

se no futuro passarmos a ser governados por um 1º ministro ipod, então é que estamos'' ai phodidos'' e à beira de virar escravos das máquinas. nem tudo era mau...mudava a música que já nos dá o actual 1º ministro.

viva o choque tecnológico!!

 

 

 

 

 

segredo revelado: as novas tecnologias e todos os equipamentos que form criados para serem nossos ''escravos'' ajudantes, estão mesmo a dominar-nos.

estamos a ficar tão dependentes deles, que damos a ideia que são eles o elo forte e dominador da ''relação''.

será que caminhamos, se continuamos neste rumo, para ser um Homem que vai dar primazia a máquinas , em vez de a dar aos seus pares de carne e osso?

 

 

 

27.07.09

acidez e ''má lingua''


segredo_revelado

em Portugal, está muito enraizado o hábito de criticar tudo e todos. é-se preso por ter cão, mas também se é preso por não o ter. agindo, é-se criticado, mas não agindo também se é acusado de inércia.

a má saúde oral dos portugueses, estende-se também a que sejamos dotados de uma forte capacidade de ter  ''má lingua''.

é frequente que um dos alvos desta critica fácil, algumas vezes algo injusta, seja a nossa adorada e tida em alta consideração, classe politica.

qualquer motivo parece ser um bom motivo para ''descascar'' nos deputados e governantes da Nação. é a democracia a funcionar no seu melhor. não há medo de censuras, e nem de repressões .

para a maioria das pessoas, pessoas humildes e que sabem mais da dureza da vida real, que muitos dos doutores e engenheiros que nos governam, alguém que entra para a politica fá-lo para, tendo como objectivo prioritário, enriquecer às nossas custas.

 '' o que eles querem é tacho!''e ''comem, bebem e viajam, mas somos nós que pagamos tudo'', diz o povo. é certo que nem todos são assim, mas é difícil que não se fique com uma ideia negativa, quando,a um ritmo diário, tomamos conhecimento de casos de corrupção, de favorecimentos políticos e do vergar de muitas regras e deveres que para o mais comum dos cidadãos são inflexiveis.

habituei-me a ouvir falar mal da classe politica nacional , o que me deu a ideia errada de que apenas os nossos políticos eram capazes de ter atitudes pouco dignas, aproveitando-se do cargo que possam ter. era tão ingénuo!

parece que na Alemanha, um exemplo entre muitos exemplos espalhados pelo Mundo, também há quem use (e abuse) do seu cargo politico, para ver a vida particular um pouco mais facilitada.

 

ao que parece, a ministra da saúde, Ulla Schmidt, resolveu ir de férias para Alicante, desfrutar das praias e do sol de ''nuestros hermanos''. até aqui tudo normal, pois ministro também é gente , embora muitas vezes não pareça, e merece gozar umas férias em família. quando estamos de férias, espera-se que não hajam contratempos de maior, capazes de as estragar. reza-se para que não nos assaltem a casa; espera-se que o clima seja favorável ao bronze; teme-se uma possível doença em período de férias e... espera-se que ninguém nos roube o carro. ora, a sra ministra teve azar, porque lhe fanaram o seu popó.

Ulla Schmidt, fez-se deslocar da Alemanha até à Espanha no seu luxuoso e topo de gama Mercedes Classe S. é de enaltecer o espírito patriótico da ministra, que numa deslocação a um outro país, aproveitou para promover a excelência da produção automóvel germânica.

já devem estar a achar que este caso não tem nada de estranho. roubos de carros de luxo acontecem diariamente, seja em Portugal ou em Espanha, mas o que torna este caso diferente, é que o carro roubado à ministra que foi de férias, era o seu carro de serviço governamental. sra ministra....

está lançada a polémica na Alemanha. que fazia um carro de serviço a ser usado em tempo de férias?  a ministra diz que se deslocou para um encontro com emigrantes alemães e foi por isso que levou aquele carro. não é a duvidar da palavra da sra, mas...... loooooooool. nice try!!

se não tivessem dito que era uma ministra de um país estrangeiro, eu até ia pensar que era um caso passado com uma ministra portuguesa.

nós por cá estamos habituados a este tipo de casos insólitos, que teimam em acontecer a membros do Governo. ainda recentemente, se falou numa deslocação do 1º ministro a Espanha, a um congresso do partido do amigo Zapatero, usando um aviãozinho militar( que não atirou bombas ao ar) da Força Aérea portuguesa. vá lá que neste caso ninguém roubou o avião ! 

também há noticias de ministros que circulam nas autoestradas a velocidades dignas de um carro de Fórmula 1. se é ilegal circular a mais de 120 km\h? é!! mas em nome da Nação e de chegar a tempo e horas a inaugurações de obras, vale tudo.
 
 
relendo a primeira frase que escrevi neste post, é justo vir agora dizer que... ainda bem que nem todos os maus hábitos estão enraizados apenas em Portugal. noutros países, como a Alemanha, também se mete a ''pata na poça'' e também há quem tenha o cuidado de criticar as atitudes dos outros.
ser critico das atitudes que outros tomam, é uma coisa que já vem desde os primórdios dos tempos. já no Jardim do Éden
, quando Deus fez Eva a partir de uma costela de Adão, Adão se queixou e criticou Deus pelo que fez.. na opinião de Adão, Eva devia detestar frutas e não ter dores de cabeça na hora de deitar.
nunca ninguém está satisfeito. há sempre quem critique, com maior ou menor motivo para o fazer. se nalguns casos se erra e se é injusto e rápido demais a criticar os outros, há muitos outros casos em que é bom que se critique, para evitar abusos!

 

 

 

 
 
segredo revelado: não sei se já deu para perceber, mas eu também sou daqueles que não tem uma opinião muito boa sobre a classe politica que nos governa.
regra geral,acho-os distantes das matérias
 sobre as quais decidem e influenciam. muitas das vezes, fico com a ideia de que vivem num outro país, onde tudo corre bem e não há dificuldades para ninguém.
embora também haja corrupção e outras coisas menos boas no poder local, acho que vale mais a pena ter 1 bom autarca , do que 3 maus ministros. são os autarcas, os bons autarcas, que lidam mais de perto com as pessoas e se apercebem do que é o país real e das necessidades das populações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

26.07.09

um lugar ao Sol


segredo_revelado

é Verão..,

o Sol bronzeia a pele

e aquece até o coração

com paixões curtas de sabor a mel.

 

é Verão...

tempo de descanso e de lazer

sem pressões e horários a cumprir

tudo pode acontecer

passam-se horas a dormir.

 

é Verão...

saboreiam-se gelados de novos sabores

há quem prefira morango, há quem prefira baunilha

nascem e morrem novos amores

acalentados ou queimados pelo Sol que brilha.

 

é Verão...

arrumam-se os sapatos e calçam-se os chinelos

as roupas ficam mais curtas e desnudam-se os corpos

vai-se à praia e constroem-se castelos

vai-se à água e navega-se por outros portos.

 

é Verão...

apetece sair para a rua

apetece fazer férias num destino tropical, tipo Cancun

apetece ficar num terraço, a conversar e a ver a Lua

apetece fazer churrascos com os amigos

e no dia seguinte fazer mais um.

 

é Verão...

impera a boa disposição

há brilho nos olhares

vive-se com maior descontracção

conhecem-se novos lugares.

 

é Verão...

há festas, baptizados e casamentos

há gelados e bejecas

há imprevistos e contratempos

há uma maior vontade de dormir umas sestas.

 

é Verão...

a estação do relax e do ''dolce fare niente''

é Verão...

enchem-se as praias de gente.

 

é Verão...

sabe bem dormir destapado...

deixar a janela aberta para refrescar

acordar com metade do dia já passado.

 

é Verão...

senta-se o bom humor no seu trono,

por isso toca a aproveitar tudo de bom nesta estação

antes que chegue a rezinguice e a má disposição

junto com a queda da folha, no Outono.

 

 

 

segredo revelado: hoje, fui, com 2 amigos, à praia meter as banhas a derreter.

senti-me um turista inglês, daqueles super branquelas,envergonhado por estar no meio de uma multidão de pessoas que, de tão bronzeadas que estavam, pareciam africanas.

não sou grande apreciador de ficar a torrar ao Sol, tipo lagarto ao Sol. se fizer isso apanho com cada escaldão que fico a parecer um camarão, por isso não fiquei por lá muito tempo ,para grande desgosto de umas 'moçoilas'' impressionadas com o nosso fisíco( impressionadas porque as ajudámos a fixar o chapéu de Sol, que o vento insistia em ''roubar''. ou pensaram que era por ter um corpinho de nadador salvador?! ).

epá,apesar de morar numa zona com uma vasta escolha de praias à disposição, há imenso tempo que não metia os pés na praia, por isso até foi bem bom este regresso, embora por pouco tempo.da próxima vez até vou levar o balde e a pázinha.

para o próximo Verão talvez lá volte mais umas 3 ou 4 horas, para molhar os pézinhos na àgua.

 

 

 

 

 

 

25.07.09

a tua pequena dor


segredo_revelado

hoje, tenho um post que vai contar com a preciosa ajuda da genialidade de uma letra musical escrita por Carlos Tê e interpretada pela voz de Rui Veloso, o ''pai'' do rock português.

Rui Veloso é um dos cantores portugueses que aprecio. há quem goste.. há quem odeie... e até há quem compare a voz dele a cantar, com alguém que está a gemer

uma coisa é inegável. o ''sôr'' Rui tem que ter alguma pontinha de talento, pois já se vai aguentando na lista de nomes dos artistas mais adorados pelo público, há mais de 20 anos ( e há mais de um bigode que desapareceu a meio do percurso ).

 

Rui Veloso, ao longo da sua carreira, tem vindo a integrar vários projectos musicais em conjunto com outras pessoas. os grupos ''rio grande'' e ''cabeças no ar'', são dois exemplos desse tipo de projectos.

descobri, não há muito tempo, esta música do grupo ''cabeças no ar'', cantada pelo Rui Veloso.adorei a letra, que apesar de ser muito simples, consegue ser ''genial' e levar-nos a pensar nas nossas pequenas dores . todos nós temos pequenas dores... algumas dessas dores são criadas por nós mesmos. outras dessas pequenas dores são-nos infligidas por alguém. e, como nenhum de nós é anjinho\a,também nós causamos pequenas dores a outras pessoas.

a dor física serve como alerta de que algo não está bem com o nosso corpo.  o outro tipo de dor, aquela que dói mas não se sente, acaba por dar-nos o mesmo tipo de indicação de que algo não está bem connosco.

é disso que esta letra fala. espero que gostem.

ora leiam...

 

------------------- 

A Tua Pequena Dor

Cabeças no Ar

A tua pequena dor
Quase nem sequer te dói
É só um ligeiro ardor
Que não mata mas que mói

É uma dor pequenina
Quase como se não fosse
É como uma tangerina
Tem um sumo agridoce

De onde vem essa dor
Se a causa não se vê
Se não é por desamor
Então é uma dor de quê?

Não exponhas essa dor
É preciosa, é só tua
Não a mostres tem pudor
É o lado oculto da lua

Não é vicio nem costume
Deve ser inquietação
Não há nada que a arrume
Dentro do teu coração

Talvez seja a dor de ser
Só o sente quem a tem
Ou será a dor de ver
A dor de ir mais além

Certo é ser a dor de quem
Não se dá por satisfeito
Não a mates guarda-a bem
Guardada no fundo do peito!


 ------------------

 

gostaram? nem por isso? odiaram

não se inibam de expressar a vossa opinião, mesmo que não vá de encontro à minha. prometo que não vou criar nenhuma lista negra com nomes de quem não gostou. prometo também que, mesmo que não gostassem, não me vão criar nenhuma pequena dor.

já vejo uma ''kuska'' a levantar o dedinho e a pedir palavra para dizer que não curte o Rui ''gemidos'' Veloso.(private joke)

para os que possam ter gostado da letra, para completar o conjunto, letra e voz, aqui vos deixo o tube desta mesma música.

 

 

 

 

segredo revelado: como hoje me sinto a modos que solidário com uma pequena dor de alguém do meu circulo de amigos, dedico-lhe este tube.

aproveito o balanço  e dedico-o também a todos aqueles que venham a ler este post e se sintam atingidos por alguma pequena dor, lembrando que amanhã será um novo e melhor dia.

(pelo tipo de discurso e dedicatórias, parece que estou a receber um Oscar, mas eu gostava mesmo de receber era uma Olga,Olivia, ou mesmo Odete)

por fim, dedico-o também ao próprio Rui Veloso, que recentemente se viu submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência.força aí pah!!! e não faças muitas caretas,que para  isso já basta quando tocas guitarra.

noite serena!

24.07.09

Destino ou coincidências?


segredo_revelado

é normal que o rumo de vida de qualquer um de nós seja alterado ou confirmado por uma série de acontecimentos que nos vão acontecendo.quando chegamos a uma encruzilhada, há que escolher um rumo.somos constantemente sujeitos a escolhas, decisões e tomadas de posição.

há adversidades que mudam drasticamente a vida das pessoas. há quem retire da desgraça e do infortúnio algo de positivo, que pode servir de alavanca a um novo começo. outros deixam-se  desistem de lutar contra as adversidades, ''enterrando-se'' cada vez mais .

há sonhos e ambições de vida que nos  direccionam num determinado rumo, tentando atingi-los. pensar que a maioria dos sonhos e ambições são atingíveis é ser idealista demais. é importante que se lute e persiga aquilo que desejamos, mas sem nunca esquecer que nem tudo o que se deseja e sonha é sempre possível de alcançar. há sonhos que estão destinados a nunca serem mais que isso... sonhos.

há medos, racionais ou não, que nos moldam e nos fazem seguir por ''estradas'' que de outro modo nunca iríamos conhecer. o medo, raras vezes, é considerado uma coisa boa de sentir, mas quem nunca o sentir também nunca irá saber como é bom vencê-lo. alguém que afirme que não tem medo de nada, é alguém que é inconsciente, além de mentiroso.

também o medo, ou a falta dele, nos faz ter diferentes escolhas.

há amores e desamores que nos fazem oscilar e vacilar na escolha das melhores opções a seguir. há quem vá até ao fim do mundo por amor. há quem se esconda numa redoma, com medo de voltar a sofrer por amor. há quem case, se junte, namore, tenha filhos... com uma pessoa de quem não gosta. o inverso também acontece, e 2 pessoas que se amem podem nunca conseguir ter uma vida em comum, fruto de pressões externas. há quem deixe de gostar e se afaste. há quem se sinta dono de alguém com quem um dia foi feliz e ,abdicando do seu amor próprio,não abdique dessa pessoa , mesmo quando a outra pessoa já não ama. há mil e uma outras conjecturas possíveis, pois se há coisa que apesar de ser um sentimento universal é , ainda assim muito particular, essa coisa é o amor, ou a falta dele.

há questões de fé, religiões e mitos que influenciam o modo como vivemos e como reagimos a certas coisas, influenciando certos aspectos da nossa vida.

consoante sejamos seguidores desta ou daquela religião, tomamos opções diferentes, de acordo com aquilo que nos foi ensinado, mas sem nunca esquecer a nossa própria maneira de ver as coisas. há quem espere que a felicidade, o dinheiro, o sucesso, etc caia do céu, e quando isso não acontece (nunca acontece!!!)culpe Deus pelas agruras da vida.

há quem veja nos ''milagres'' da Natureza e do Homem,a intervenção de uma mão divina. há quem não acredite na existência de qualquer Deus, tenha o nome que tiver. há quem morra e mate em nome de uma fé cega num qualquer Deus ou profeta. há quem creia na salvação divina. há quem creia no dia do Juízo Final. há quem creia que o Inferno é a nossa vivência terrena, e que quando o coração parar de bater, acabou tudo!! há quem mude de país para evangelizar. há quem mude de religião para tentar mudar a sorte e o destino.

em nome da fé, das religiões e dos mitos, separam-se pessoas, unem-se pessoas......

tomam-se decisões que mudam a vida.

há um outro factor que pode ter influência directa na nossa vida, mas nem todos acreditam nele: no Destino.  há quem diga que não existe o Destino e que tudo que acontece na vida de alguém é consequência directa das escolhas da própria pessoa. há ainda outros casos em que se confunde Destino com Sorte  e com... coincidências! afinal, há coincidências ou não

recentemente, aquando da queda do avião da France Air, no Brasil, ficou-se a saber de algumas pessoas que deviam ter embarcado naquele voo, mas por algum motivo não o fizeram, escapando assim a uma morte certa. coincidência, sorte ou Destino?!!

uns dias mais tarde, soube-se que um dos que não chegou a embarcar no voo , veio a morrer num acidente de viação. coincidência, azar ou Destino?

hoje, no decorrer de uma conversa no msn, aconteceu uma coisa muito curiosa.  no meio da conversa, demos por nós a dizer a mesma coisa, ao mesmo tempo, mas sobre um assunto completamente descontextualizado do tema da conversa. é daquelas situações que acontecem e nos fazem pensar: '' daaaaaaaaaasss. como é possível?!!!''.

como se não bastasse já a estranheza desta situação,ainda aconteceu uma outra coisa mais, que veio deixar-me os neurónios em alvoroço. no decorrer da tal conversa, falou-se na possibilidade\vontade\timing de uma ida minha à capital, afim de ir beber uma coca cola num bar que um amigo meu está a pensar abrir na zona da Expo. entretanto, surpresa das surpresas, aparece a bater-me à porta , inesperadamente, o irmão desse meu amigo que quer abrir o bar.

gostava de ter visto a minha própria cara quando vi que era ele. devo ter ficado com um ar meio a sorrir, meio estupefacto e aparvalhado, tendo em conta a conversa que tinha tido minutos antes no msn.

que se pode chamar a estes 2 acontecimentos? Destino ou coincidências?!!

já por outras vezes tive oportunidade de ter esse encontro e de ter bebido essa tal coca-cola, ou outra bebida, mas nunca tomei essa opção. aceitar ir, era entrar num caminho que desconheço, por isso optei pela solução mais fácil e cómoda e recusei.  o caminho da recusa é-me muito  mais familiar e em muitas situações parece tornar-se mais confortável e fácil de escolher.nesta recusa, a acrescer ao hábito de recusar convites, acresce ainda outra coisa. vou ter que ser eu a pagar as coca-cola!!!

será possível que estes 2 acontecimentos de hoje fossem um sinal de sentido obrigatório do caminho a seguir?

se algum de vós conhecer um bruxo, cartomante, vidente, astrólogo, pai de santo, ou qualquer outro ''iluminado'', pergunte-lhe o que acha de tudo isto e depois que me diga.

 Destino ou coincidência?!!

aceitam-se opiniões!!

 

 

 

 

 

 

segredo revelado: eu, em plena fase de descrença religiosa e de falta de fé, sinto-me quase tentado( e como se sabe, tentação é coisa do Diabo) a encarar tudo isto como sinais divinos de que devo ir mesmo beber a tal coca-cola.

por outro lado, penso: será que Deus ou qualquer outra entidade divina, que têm sempre tanto com que se preocupar, se dariam ao trabalho de enviar sinais divinos para me indicar o caminho de um bar , para ir beber coca-cola?! huuuummmmm... vem-me logo ao de cima o meu lado céptico e agnóstico  .

seja como for,há  tempos que não bebo uma coca-cola. quanto custa uma?

digam-me que na zona da Expo custa uma quantia exorbitante!!! se for baratuxa, ainda vou dar por mim a pensar que o baixo preço de um refrigerante é uma outra pista que o Destino me indica.
 Destino ou coincidências?

23.07.09

eyes wide open


segredo_revelado

nos últimos 2 dias, os serviços noticiosos  têm dado bastante destaque ao caso dos 6 doentes que cegaram, depois de terem sido tratados com um medicamento que, supostamente, tem como propósito ser usado no tratamento de certos tipos de cancro.

os directores clínicos do Hospital de Santa Maria admitem não terem certezas sobre o exacto motivo que originou a cegueira temporária de 6 doentes. há quem culpe o tal remédio destinado a uso oncológico, mas também se coloca a possibilidade de uma falha na esterilização do equipamento usado.

eu, como leigo que sou, não faço a mínima ideia de qual será a causa mais provável da cegueira dos doentes, mas, com muita dificuldade, quase que consigo imaginar como se estarão eles a sentir.

a partir do momento em que entramos numa unidade de saúde, consideramos estar entregues em boas mãos, mas , infelizmente, nem sempre assim acontece.

ao longo dos últimos anos, temos assistido a um aumento do número de casos de negligência e má prática médica que, nalgumas das vezes, têm levado a mortes e a deficiências daqueles que nalgum momento da sua vida sentiram a necessidade de se entregar  nas mãos de um médico.

como em todas as profissões, desde o pedreiro até ao engenheiro, há bons e maus profissionais. no caso da Medicina ser a opção profissional a ser escolhida, não augura nada de bom para a nossa saúde, se cairmos nas mãos de profissionais menos vocacionados e atentos. trabalhar em Medicina é mais que ter uma boa fonte de rendimentos e ter um certo estatuto que advém do facto de se ser doutor. mais que a parte financeira, da tradição e vontade familiar de ter um filho médico, deve prevalecer a vocação para tratar dos outros.

acredito que a maioria dos profissionais de saúde  tenham uma verdadeira vocação para ajudar aqueles que estão debilitados na sua saúde, não olhando a meios, despesas e horário de expediente para ''servir'' o doente da melhor maneira possível. são esses os médicos e enfermeiros que devemos louvar! mas também sei que temos a outra face da moeda, representada por uns quantos senhores\as de bata branca, que um dia fizeram o juramento de Hipócrates, mas que de médicos só têm o nome.

em qualquer profissão o erro pode estar presente, por muito que se faça por evitá-lo, mas uma coisa é ser-se mecânico e não alinhar bem a direcção de um carro, enquanto que outra coisa, muito mais grave, é ser-se médico e tratar um ser humano como se fosse um boneco.

volto a frisar que acredito que na sua grande maioria a classe médica e da enfermagem são bons profissionais, o que não invalida que não hajam umas quantas ovelhas negras metidas lá no meio do ''rebanho''.

voltando ao caso especifico dos doentes do Santa Maria...

uma coisa é certa. eles não cegaram espontaneamente e sem um qualquer motivo externo a eles mesmos. fosse pela administração do tal fármaco, ou por uma esterilização deficiente do equipamento cirúrgico, há 6 pessoas cegas e com fortes hipóteses de não deixarem de o ser.

diz o povo que ''em terra de cegos , quem tem olho é Rei''. eles, antes de serem operados viam e faziam a sua vida normal. agora que estão na iminência de ficarem cegos e não verem mais que escuridão, quem lhes conseguirá explicar que devem o seu destino a um qualquer erro médico?!

explicar, haverá quem lhes explique. duvido muito é que algum deles perceba e aceite a explicação.

 ''o pior cego é aquele que não quer ver''. espera-se que neste caso não se fechem os olhos aos erros cometidos, nem se lavem as mãos das responsabilidades a assumir por quem de direito.

 

 

 

 

 

segredo revelado: já imaginaram como seria a vossa vida se ficassem privados da visão?

sem visão, coisas banais do nosso dia a dia, iam tornar-se verdadeiros desafios a cumprir.

na falta de um sentido, dizem que os outros se ''apuram'', para compensar o sentido que está em falta, ou que está diminuído, mas por muito que isso aconteça ( e acontece mesmo) não há nada que substituía os nossos olhos.

se é verdade que uma imagem vale mil palavras, pensem só nos ziliões de palavras que iriam ficar por serem ditas e escritas, pelo ''simples'' facto de não se ver nada, nem ninguém do que nos rodeia.

se ver um mundo pintado de cores cinzentas é triste, então ver um mundo de escuridão seria muito mais triste. 

 

 

22.07.09

H1N1- ordem para ''gripar''


segredo_revelado

(aconselha-se ao uso de máscara cirúrgica enquanto lerem este post)

AAAAATCHIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMM...

não se alarmem só porque espirrei. além de a distância física entre mim e a maioria de vós  ser bem grande, eu tive o cuidado de meter o braço na frente, assim como o monitor( que ficou num estado lastimoso).

os especialistas médicos prevêem um grande surto de gripe lá para meados de Setembro em diante, mas as pessoas já andam tão assustadas, que já penso que estamos em pleno surto gripal.

eu, por enquanto, ainda vou encarando a gripe em jeito de brincadeira. não comprei máscaras, não desinfecto as mãos de minuto a minuto, beijo quem quero beijar, abraço quem quero abraçar, e só não digo que aperto a mão a todos que quero, porque as regras da boa educação nos ensinam a não deixar ninguém de mão estendida. nem mesmo aqueles que consideramos uns perfeitos idiotas!

ontem, acompanhando um familiar próximo, tive de me deslocar a um hospital. qual não foi o meu espanto, quando vejo uma pessoa a usar máscara... e outra...e outra...

caramba!! senti-me a entrar num serviço de apoio a tuberculosos, onde havia tanta gente com máscara. só não percebi bem se o objectivo do uso da máscara era proteger as próprias pessoas, ou proteger todos os outros com quem as pessoas se cruzavam.

não fosse a falta de uma bata branca e de um estetoscopio e aqueles mascarados podiam ser facilmente confundidos com médicos.

pelas paredes dos corredores e das salas de espera, não faltavam informações úteis sobre os cuidados a ter para evitar apanhar a mal afamada gripe. uma outra coisa que me despertou a atenção , foi ter visto uma vasta oferta de produtos desinfectantes, que faziam as delicias dos mais novos.

os putos, todos aqueles que tinham altura suficiente para lá chegar, quase que faziam fila para irem besuntar as mãos com aquele liquido meio azulado.

a dado momento, ia eu, junto com o meu familiar, a subir umas escadas, quando vinha um Sr. em sentido descendente, alegre e contente, com uma das mãos a deslizar pelo corrimão. no exacto momento em que nos cruzámos na escada, disse eu ao meu familiar, mas de modo a ser audível para o tal Sr. :'' isto da gripe é um perigo. dizem que computadores, maçanetas de portas e corrimãos de escada são um grande foco de propagação do vírus''.  o meu familiar sorriu e eu também e lá seguimos ''viagem'', ainda a tempo de ver o tal Sr. tirar a mãozinha do corrimão. tenho pena de não ter assistido ao que ele deve ter ido fazer logo de seguida. com certeza que ia ser divertido poder vê-lo a enxotar miúdos, até chegar aos recipientes com o desinfectante.

epá! acho bem que se tomem cuidados e se previnam as pessoas dos cuidados a ter, mas também acho que começa a haver muito alarmismo.

numa população de 10 milhões de pessoas, temos cento e tal casos de gripe. a grande maioria das infecções ocorreu noutro país qualquer, que não Portugal, e mesmo assim estamos a ficar histéricos!!!

se em finais de Julho estamos assim, nem quero pensar quando chegar o pico da gripe.

o país pára!

vamos lá é a ter calma, pessoal!! até que a gripe chegue em força, vamos mas é tratar de reduzir o colesterol, a diabetes, a hipertensão e muitos outros factores que, em circunstâncias normais, causam tantas ou mais vitimas que qualquer gripe .

 

 

 

 

segredo revelado: talvez num futuro não muito distante, seja eu um dos que vão estar alarmados  com a gripe, mas por agora não me importa muito.

sinto-me minimamente informado dos cuidados a ter, aquando do pico máximo de  gripe, e isso, para já, deixa-me seguro.

21.07.09

Lisboa deixa-me à toa


segredo_revelado

 

há pessoas para quem a cidade capital de um determinado país, é o expoente máximo da modernidade e de todas as coisas boas que existem nesse país.

talvez seja mesmo assim, mas não para mim!

hoje, tive de me deslocar à capital portuguesa (Lisboa, para quem não sabe) e, ainda antes de ir para lá, já só me apetecia fugir de volta para cá, para o meio do nada, exactamente no centro da pasmaceira .

dizem que os habitantes das grandes cidades, nas quais Lisboa se inclui, são, regra geral, mais modernos e mais stressados. é-me impossível deixar de concordar. basta vê-los no trânsito, nervos à flor da pele, níveis de stress e de irritabilidade prestes a passar os limites do razoável, e eis que mostram toda a sua modernidade, fazendo uns gestos obscenos ou vociferando uns palavrões capazes de fazer corar qualquer trolha.

epá, é de perceber que o mau feitio de alguém venha ao de cima, se esse alguém tiver a infelicidade de ter de se deslocar no trânsito da capital. o acumular de gases emitidos por milhares de tubos de escape, em conjunto com estradas mal pavimentadas (sim, porque na capital, essa cidade moderna, também há buracos nas ruas) e com a habitual falta de civismo e chico-espertismo tão próprio de um português que se preze, não podia dar grande resultado.

eu, campónio pacóvio assumido, fico ''doente'' no meio da selva de betão.´apesar de muitas desvantagens na grande cidade, ainda sou capaz de lhe ver 2 ou 3 qualidades. uma das qualidades, é a quantidade de policias que pude ver na rua. não vi um único policia, mas deve ter sido um tremendo azar e falta de timing da minha parte, pois tenho quase certeza que eles por lá andam. outra grande vantagem é o esforço de alguns cidadãos em aumentar o número de leitores que se deslocam à capital. muita publicidade por lá se distribui.

às vezes, quando oiço falar sobre o trânsito em Lisboa, oiço muitas queixas sobre as dificuldades de acessos rápidos à entrada na cidade. mas para que raio alguém quer entrar lá rapidamente?? importante mesmo, é que a permanência seja tão breve quanto possível e que as saídas da capital sejam, essas sim, bastante eficazes e rápidas!

tenho o máximo de respeito e admiração por todos aqueles que,  com maior ou menor vontade, moram na cidade. é preciso ser-se muito corajoso (ou louco) para optar por morar ali, junto de tudo,  mas tão afastado do sossego e da verdadeira qualidade de vida.

estranhamente, ou nem tanto, muitas das pessoas que conheço e que habitam em Lx e arredores, dizem que se dependesse delas, morariam num recanto sossegado da zona rural, longe de trânsito, confusão e resmas de stress.

Lisboa , mesmo quando vou só de visita, deixa-me à toa!!

ai como os percebo!!!

 

 

 

 

 

segredo revelado: espero bem que a imagem e ideia que se tem de um país, não esteja assim tão associada à sua cidade capital. se fossemos por essa ordem de ideias, a imagem que tenho de Lisboa, não ia abonar muito a favor da imagem da Nação.

 

 

16.07.09

negócio inovador, made in Portugal


segredo_revelado

sequem as lágrimas (de alegria) devido a esta minha ausência de uns dias, pois voltei. tenho andado sem pachorra e sem inspiração para vir aqui debitar umas quantas letras, mas hoje, tendo em conta uma a necessidade de encontrar um sócio capitalista para abrir um negócio inovador, voltei a agarrar-me ao teclado , para escrever um ''poste''.
é mais que sabido e divulgado que vivemos uma época de vacas magras e de crise financeira, o que faz com que muitas empresas, dos mais variados ramos de negócio, fechem portas.

todos os dias assistimos ao encerramento de fábricas de calçado, de cerâmicas, de lojas de roupa,  de supermercados, etc. etc..., mas há um tipo de negócio que continua de vento em popa. será que sou eu o único a ter reparado que as lojas dos chineses não encerram? antes pelo contrário, continuam a multiplicar-se mais rápido que 2 coelhos (convém que de sexos diferentes) numa coelheira.

as lojas dos chineses são uma fábrica de fazer dinheiro. vende-se lá , a preços muito acessíveis, de tudo um pouco, desde um rolo de papel higiénico, até a equipamento hi-tech, como por exemplo máquinas fotográficas.

sempre que entro numa dessas lojas, encontro sempre a loja cheia, e não necessariamente cheia de familiares do dono da loja, mas sim cheia de clientes.

ter por perto uma loja dos chineses é melhor que ter um canivete suíço, como o do McGuyver, pois além de nos desenrascar nas mais diversas dificuldades e necessidades, ainda nos permite ficar com umas noções muito básicas de língua chinesa.

depois de muito pensar no sucesso que as lojas dos chineses têm em Portugal, dei por mim a questionar-me no porquê de não se fazer o inverso, ou seja, abrir uma loja dos Portugueses , na China.

se os chineses conseguiram ''invadir-nos'' com lojas, e tiveram sucesso, então o inverso também pode acontecer!yes we can!!!

em tempos de crise, é normal que se assista a um maior fluxo de portugueses a emigrar, em busca de melhores condições de vida. estou tentado a fazer o mesmo e emigrar para a China.

já tenho uma boa ideia de negócio. agora só me falta o capital financeiro, saber comer com pauzinhos, aprender a tosquiar um cão, antes de o cozinhar, falar chinês e comprar umas vitaminas para evitar ficar com aquele ar amarelado , de quem está doente , ou mija contra o vento.

o que poderia vender uma loja ''tuga'' em Pequim? lógico que teria que vender artigos que os chinocas não possuam já, o que nos remete para a venda de produtos típicos de Portugal.

quase que consigo imaginar, na casa de cada chinês, um galo de Barcelos, em cima da televisão (desde que não seja um plasma).

os chineses, que costumam ser baixos e elegantes, até iam ficar de olhos (mais) em bico, quando os arregalassem a ver e provar um delicioso pastel de Belém. não é a comer pastéis de Belém que vão crescer, mas alargar, alargam com certeza.

hoje em dia, falar de Portugal implica falar do C.Ronaldo, por isso não podiam faltar uns tapetes de Arraiolos e umas rendas de bilros, onde a ''fronha'' do craque estivesse representada. parece-me que este tipo de produto faria sucesso em muitas outras partes do Mundo, onde não faltam pessoas que adoravam andar com os pés e as mãos em cima do Ronaldo.

o povo chinês parece ser um povo algo recatado e pouco exuberante. nem quero imaginar como será a classe politica chinesa, já que os políticos são, quase sempre, muito ''cinzentos''. para animar a politica chinesa, também ia exportar uns quantos deputados e ministros portugueses, incluindo nesse pack o ex ministro Manuel Pinho, famoso pelos seus dotes na linguagem gestual.

depois de expor aqui a minha ideia, contrariando a velha máxima de que o segredo é a alma do negócio, espero que algum capitalista decida apostar nesta ideia e tornar-se meu sócio.

caso, por infortúnio e azar, não apareça um sócio capitalista, já decidi que vou abrir um outro tipo de negócio, também muito inovador e promissor

vou começar a comercializar mangas impermeáveis. assim, já qualquer um de nós se vai poder assoar e vai poder espirrar, sem qualquer tipo de receio de ficar com a manga molhada.

se isto pega moda, ainda vou ser mais rico que o Belmiro de Azevedo.

 

 

 

 

segredo revelado: mesmo em épocas de crise e dificuldade, aqueles que saibam arriscar e ser empreendedores, podem ter sucesso.

desde que li que alguém vende terrenos na Lua, e que até já oficializou algumas vendas através de escritura pública, já acredito que qualquer ideia, por mais estranha que possa parecer, é uma boa ideia de negócio!

 


 

Pág. 1/2